O que Executivos devem entender sobre Kubernetes - Parte 1

KUBERNETES Fev 11, 2020

Muitos tem se perguntado: Já está na hora de adotar essa “nova” tecnologia? Quais problemas reais esse tal de k8s me ajuda a endereçar? Quais os benefícios pro meu time? Isso vai encarecer o meu projeto?

Meu objetivo nesse post é compartilhar algumas informações que entendo ser relevantes para o mundo dos containers, multi-cloud e obviamente Kubernetes, que vai esclarecer as principais questões acima.

Containers e Kubernetes: Por que você deve se importar

Para executivos de TI, os últimos anos foram bem ocupados! Suas equipes de TI estão até a “tampa” com a transformação digital e trabalhando duro num ritmo impressionante de inovação tecnológica. É difícil acompanhar.

Não importa em que setor você esteja, o sucesso dos negócios agora depende da capacidade da sua empresa de fornecer serviços e software digitais mais rapidamente e com maior qualidade — e de operar esses aplicativos e serviços de forma confiável e escalável. Os métodos tradicionais de desenvolvimento e implantação de software simplesmente não fornecem novas aplicações com rapidez suficiente nem atingem a cadência necessária de novos recursos e melhorias.

A resposta para a maioria das empresas são métodos ágeis de desenvolvimento de software (às vezes chamados de DevOps) e arquitetura de aplicações cloud native. Se sua organização está trabalhando para fazer a transição, há duas tecnologias que você deve entender: Containers e Kubernetes. Essas são as ferramentas que os inovadores estão usando para fornecer software de maneira mais rápida e confiável — enquanto usam recursos com mais eficiência e reduzindo custos.

O objetivo deste texto é fornecer a base necessária para iniciar sua jornada para Containers e Kubernetes, incluindo o que essas tecnologias são, o que fazem e por que são importantes.

Nos próximos três anos

Introdução aos Containers

Se sua organização conta com a infraestrutura virtualizada hoje — uma aposta bastante segura -, suas primeiras perguntas sobre containers provavelmente serão: o que são e como diferem das VMs. A primeira coisa que você deve entender é que não é uma situação de uma ou outra. Muitas organizações executam containers e VMs, combinando os benefícios de cada tecnologia e protegendo os investimentos em infraestrutura existentes.

Em alto nível, a diferença entre uma VM e um container é que toda VM executa uma instância separada de um sistema operacional. Em um ambiente de container, vários containers compartilham uma única instância do sistema operacional. Cada container encapsula uma aplicação e suas dependências como bibliotecas, mas não inclui o sistema operacional.

Como resultado, os containers são mais leves que as VMs, facilitando e agilizando a inicialização e o desligamento. Vários containers podem ser executados dentro de uma única VM; a VM fornece o SO e a execução do container e sua equipe ainda pode aproveitar todos os recursos das ferramentas de gestão de virtualização.

Benefícios dos Containers

Embora as diferenças entre containers e VMs possam não parecer grandes, elas se traduzem em benefícios significativos, especialmente para ambientes que precisam fornecer novos recursos de software rapidamente e operar aplicações com escalabilidade:

  • Portabilidade. Os containers podem ser executados sem alterações em uma ampla variedade de ambientes.
  • Microsserviços. Em vez de uma única aplicação monolítica, a abordagem nativa em cloud divide uma aplicação em seus componentes de serviço, cada um executando em um container separado. Essa arquitetura de microsserviços permite maior paralelismo durante o desenvolvimento e a execução, reduzindo o tempo de entregas.
  • Alta densidade. Um container requer apenas recursos mínimos para ser executado, aumentando a eficiência operacional e a velocidade de inicialização e reduzindo custos.

Nos próximos 3 anos

Leia aqui a continuação dessa história e acesse também o site da O2B para maiores informações.

Andre Galvani

IT Executive specialized in the integration of strategic business and technology vision, through the practical delivery of IT services to a diversified customer base.